Irã


O Irã caiu duas posições em 2016, mas essa queda não significa que a perseguição no país esteja menor e sim, que em outros momentos ela foi mais intensa
Ser cristão no Irã não é fácil, as reuniões são monitoradas pela polícia secreta e os cristãos ativos são interrogados frequentemente e, muitas vezes, presos e agredidos por causa de sua fé. Entretanto, em 2015, vimos muitos testemunhos de novas conversões que mostram Deus agindo no país.
O cristianismo é considerado uma influência ocidental condenável, uma ameaça iminente para a República Islâmica. Especialmente porque o número de cristãos está crescendo, e pessoas de todas as idades estão deixando o islamismo para se converter ao cristianismo, entre elas até mesmo líderes políticos e religiosos. Além de cristãos, os direitos de outras minorias religiosas são igualmente violados. Todos os cristãos são afetados pela perseguição, mas especialmente os ex-muçulmanos convertidos ao cristianismo que compartilham o evangelho com muçulmanos.
A perseguição é mais forte na igreja e no seio da comunidade e da família. Quase todas as igrejas foram fechadas durante os últimos cinco anos e seus líderes presos. Convertidos são considerados impuros, especialmente nas aldeias, nas áreas rurais e em cidades conservadoras do norte do país. Qualquer muçulmano que deixa o islã enfrenta pena de morte. Pelo menos 108 cristãos foram presos ou encarcerados por sua fé em novembro 2015 (outro aumento em relação ao ano passado). Parece que há uma conexão entre as igrejas subterrâneas e o aumento do número de cristãos presos.
A Portas Abertas está ajudando a igreja iraniana por meio da distribuição de Bíblias e literatura cristã, oferecendo treinamento pós-trauma e discipulado, dando apoio às rádio e TVs cristãs que se instalam na região e multiplicam sua programação ao Irã. Além de apoiar juridicamente os mais de 70 cristãos presos no país.
“Apesar de tudo o que eu esperava, as memórias do meu tempo na prisão são boas. Quando eu era fraco, Deus me fez forte. E, mesmo na minha fraqueza, ele me escolheu como um instrumento para levar uma pessoa até ele.” Noushin (pseudônimo), líder de célula em sua igreja no Irã.

Bandeira: Iran
Região: Oriente Médio
Líder: Hassan Rohani
População: 77,45 milhões
Cristãos: *
Religião: Islamismo
Governo: República Presidencialista

Última atualização em 13/01/2016
Fonte Portas Abertas 

Nenhum comentário:

Postar um comentário