Territórios Palestinos


Ao longo de 2014, a pressão sobre a comunidade cristã aumentou; especialmente em Gaza. O número de cristãos tem diminuído e a influência do islamismo radical está crescendo. De fato, a principal fonte de perseguição nos Territórios Palestinianos é o extremismo islâmico.
De modo geral, a perseguição acontece por todos os Territórios, embora haja visivelmente mais pressão em Gaza do que na Cisjordânia por causa da presença de movimentos extremistas islâmicos ativos. Em parte como resultado de sua influência, o Hamas toma medidas fortes de “islamização” da região de tempos em tempos.
A dinâmica da perseguição aos cristãos nos Territórios Palestinos é complexa. Os cristãos vivem no meio do fogo cruzado do conflito Israel-Palestina; sua etnia implica muitas restrições do lado israelense e sua religião os coloca em uma posição minoritária dentro da comunidade palestina.
Cristãos de origem muçulmana são os mais fortemente perseguidos, seguidos por todos os cristãos locais (cristãos protestantes históricos e não tradicionais) que vivem em Gaza. Os cristãos expatriados não enfrentam perseguição, apenas algumas restrições.
Em 2014, a Portas Abertas recebeu a informação de um número um pouco menor de incidentes violentos anticristãos em relação ao ano anterior. No entanto, isso não significa necessariamente que houve menos violência contra os cristãos, já que pouquíssimos casos são relatados. Em Gaza, a pressão psicológica para que os cristãos se convertam ao islã está sempre presente. Muitos fugiram de Gaza e se mudaram para a Cisjordânia como resultado das ameaças para que renunciassem à sua fé cristã.
Não é esperado que a situação dos cristãos melhore no futuro próximo. A radicalização islâmica dentro da sociedade palestina, tanto na Cisjordânia quanto na Faixa de Gaza gera preocupação sobre o desenvolvimento da Igreja em ambas as áreas.


Bandeira: Palestinian territory
Região: Oriente Médio
Líder: Mahmoud Abbas
População: 4,17 milhões
Cristãos: *
Religião: Islamismo 75%, Judaísmo 17%
Última atualização em 7/1/2015
Fonte Portas Abertas

Nenhum comentário:

Postar um comentário